Prêmio Impactos Positivos e Muri se unem para reflorestar

Com o propósito de recuperar áreas degradadas através da agrofloresta, marca de moda casual e sustentável cria edição colaborativa

Reduzir, reutilizar, reciclar, refletir e, agora, reflorestar. A atitude de cada consumidor na hora da compra pode fazer muita diferença para o meio ambiente e para o futuro do planeta. É necessário levar em conta bem mais do que o preço, a qualidade e a marca do produto. É preciso avaliar as consequências de cada escolha e, principalmente, o respeito ao próximo e a natureza. Com este objetivo de dar visibilidade aos projetos, iniciativas e negócios inovadores que impactam positivamente a sociedade que o Prêmio Impactos Positivos chega a sua quarta edição.

A marca de moda casual e sustentável Muri veste esta causa, toda a equipe e os seis vencedores (negócios e ecossistema de impacto) pelo segundo ano consecutivo. “Criamos uma coleção colaborativa e nossas camisetas estão sendo vendidas em uma edição especial em que vamos plantar cinco árvores para cada peça. A ideia é potencializar o impacto positivo durante esse período de inscrição e votação até o evento de premiação”, conta Daniel Cady (vídeo no Instagram), idealizador da marca que leva o nome inspirado no Muriqui, primata nativo da Mata Atlântica ameaçado de extinção e considerado um dos maiores restauradores da floresta.

“Nascemos com o propósito de reflorestar, recuperar áreas degradadas através da agrofloresta, que recupera a natureza ao mesmo tempo que produz alimento orgânico e gera renda para quem cultiva”, explica Victor Verardo, sócio e designer da Muri, que desenvolve peças com algodão brasileiro 100% natural. As oito camisetas com estampas exclusivas com árvores, frutas, abelhas e pássaros estão disponíveis aqui em seis tamanhos e diversas cores. A cada peça vendida desta edição colaborativa, cinco árvores serão plantadas em uma ação conjunta com o prêmio.

As parcerias diversificadas e agregadoras fazem parte da estratégia de estimular a essência do Prêmio Impactos Positivos. “São empresas que trazem o conteúdo e o entendimento, mas também aplicam o impacto positivo na prática. Todas são dinamizadoras e inclusivas!”, comenta a idealizadora da iniciativa Gisele Abrahão. Além da Muri, a edição 2023 tem como apoiadores as organizações Assis e Mendes, Capitalismo Consciente, Cèdre, Estúdio Caetê, FIAP, Gonew.co, GVA, Innov8, LG Consultoria, Muri, Pinho Pinheiro, Sistema B, Valiant e Yunus Negócios Sociais. O patrocínio é do Sebrae e Cubo ESG e a parceria institucional é da Virada ODS (Prefeitura de São Paulo).

A plataforma Impactos Positivos recebe até o dia 10 de agosto, gratuitamente, as inscrições nas categorias negócios de impacto (empresas em diferentes estágios de maturidade) e ecossistema de impacto (dinamizadores, comunidades, médias e grandes empresas). Após o período de votação e apuração, os vencedores em cada categoria serão conhecidos na cerimônia de premiação, que acontecerá no dia 17 de outubro, no Cubo ESG, em São Paulo. Mais do que visibilidade, engajamento e um troféu, levarão conhecimento para ampliar os impactos de seu negócio no país. 

Sobre a Global Vision Access

A GVA é a ponte entre empresas e organizações que desejam fazer a diferença e um futuro sustentável. Através de estratégias, ações e narrativas ESG poderosas, ajudamos a construir ecossistemas de impacto, promovemos um turismo mais responsável e impulsionamos o empreendedorismo consciente. Nossa missão é potencializar empresas e organizações como agentes de transformação, gerando não apenas lucros e ROI, mas também impacto social e ambiental positivo.

Nossos parceiros no Impactos Positivos desempenham um papel fundamental em promover e fortalecer o ecossistema de impacto no Brasil.

Faça parte desse ecossistema também!

Fique por dentro das novidades e atualizações sobre o

Prêmio Impactos Positivos.